O Carnaval pode acabar mas a preocupação com as instalações elétricas, não. Folia de verdade é folia segura. Confira algumas dicas campeãs.

Consegue imaginar como seria você sambando com um fio de eletricidade enroscado em seu pé? Não queira nem imaginar, e nem passar por essa situação!

Bloquinhos de carnaval, salões, trios elétricos, desfiles de escolas de samba, são inúmeros os locais onde a festa acontece. Às vezes, os locais estão adequados para receber os milhares de foliões sedentos por curtição, diversão e alegria, mas, o que acontece é que há muitos locais que acabam sendo improvisados, sem que haja a preocupação com relação à segurança elétrica. É aí que mora o perigo!

 

Carnaval de Rua

 

Este ano principalmente, o carnaval está acontecendo justamente quando as águas de março começam a fechar o verão….e será que eletricidade e água combinam?

Foliões com pés descalços se arrastam atrás dos trios elétricos e dos bloquinhos de carnaval, e o risco de enfeites presos em alegorias de metal estarem energizados, somente aumentam.

Pensando na sua segurança durante o #carnaval2019, o Programa Casa Segura preparou essas dicas super importantes para você sambar, dançar e aproveitar cada minuto da folia!

 

#1 – Fios partidos nas ruas

 

Mesmo com o intenso trabalho de manutenção dos fios da rede elétrica aérea, por parte das concessionárias de energia, as condições climáticas desta época do ano, acabam não colaborando muito. Além disto, o uso inapropriado de cerol nas pipas, acabam cortando muitos fios, gambiarras conhecidas como “gatos”, para se obter energia de forma clandestina, entre outros, aumentam a probabilidade de que haja a queda de um fio energizado na rua.

Lembra do fio enroscado no seu pé enquanto você samba? Cuidado! Se você ver um fio solto pelo chão, não encoste, avise os amigos, esse fio pode estar energizado! Se você tocar, o acidente poderá ser fatal!

 

#2 – Barraquinhas com “gambiarras elétricas

 

É muito comum ter vendedores ambulantes vendendo alimentos e bebidas durante as festas de rua.

Muitas vezes, sem que haja autorização para o seu funcionamento, as barraquinhas têm as instalações elétricas improvisadas, o que significa um alto risco de acidente, pois, basta um único fio desencapado entrar em contato com o metal das barraquinhas, para o acidente começar! Fique atento!

 

#3 Tablados e arquibancadas metálicas

 

As cidades costumam montar arquibancadas provisórias, para que as pessoas possam assistir de maneira confortável aos desfiles das escolas de samba.

Muitos pensam que um dos maiores perigos é que haja a queda das arquibancadas, caso haja um número excessivo de pessoas, mas, será que é somente isto?

Engano seu! Aqui também mora o perigo da instalação elétrica clandestina! Qualquer fio solto que tocar a parte metalizada da arquibancada, poderá provocar um acidente!

 

#4 Carros alegóricos e trios elétricos

 

“…atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu…” já diz a famosa canção de Caetano Veloso, e realmente o que ninguém quer é morrer curtindo o trio elétrico, mas, infelizmente acidentes com a rede elétrica podem acontecer.

O trio elétrico precisa ter uma altura que seja acima da rede elétrica, a fim de evitar que as pessoas em estejam em cima dele não toquem na rede elétrica.

De acordo com dados divulgados pela Abracopel, em 2017, o contato com a rede aérea matou 218 pessoas, mesmo com a intensa mobilização das empresas distribuidoras de energia com campanhas prevenção.

Não deixe que um descuido estrague seu carnaval. Fique atento a essas dicas e caia na folia!