São muitas as contas que um condomínio tem e, dentre elas, a conta de energia das áreas comuns do edifício é uma das mais importantes. Porém, na maioria das vezes, o morador se esquece que o valor da conta de energia está embutido no condomínio que ele paga todos os meses, sendo assim, se moradores e síndico se unirem na economia de energia, todos sairão ganhando! Reduzir os gastos com energia é economia para o condomínio que, no final do mês, pode utilizar o dinheiro para outras melhorias ou até mesmo reduzir a taxa condominial.

Síndico, conheça algumas medidas que podem tornar o uso de energia do seu edifício mais eficiente:

  1. Fios mal emendados, desencapados e mal isolados causam fuga de corrente, o que desperdiça energia e encarece a conta. Um eletricista consciente pode facilmente identificar e reparar o problema;
  2. Incentive os moradores a utilizar as escadas para subir um andar ou descer dois andares;
  3. Caso haja mais de um elevador, nos horários de menor circulação, é indicado que apenas um fique disponível;
  4. Fazer a manutenção e limpeza do ar condicionado das áreas comuns é importante. Um equipamento sujo é menos eficiente, por isso consome mais;
  5. Ao adquirir equipamentos eletrônicos, dê preferência aos de baixo consumo energético. Verifique se o equipamento possui selo Procel, etiqueta Inmetro (no caso de nacionais) ou Energy Star (no caso de eletrônicos importados);
  6. Instale torneiras automáticas e identifique vazamentos de água. Além de economizar água, há a redução do consumo de energia da bomba de recalque;
  7. A troca das lâmpadas antigas – incandescentes – por LED pode gerar economia de energia de até 80%. Além disso, o equipamento dura quinze vezes mais;
  8. Divida os circuitos de iluminação setorialmente e ,em áreas comuns, instale dispositivos de controle e comando, como: Interruptores, Fotocélulas e Sensores de Presença.