Quando uma vaca cai morta em um pasto durante uma tempestade, pode não ser porque foi atingida por um raio. Uma queda de raio nas proximidades (até vários quilômetros de distância) pode causar uma diferença de potencial (tensão elétrica) que é aplicada entre a suas pernas dianteiras e traseiras. Sem proteção adequada, uma descarga indireta de um raio pode ter um efeito semelhante sobre os caros aparelhos eletroeletrônicos de sua casa. A solução está na instalação adequada de dispositivos de proteção contra sobretensão. Ele ajudará a evitar ou reduzir a falha precoce de equipamentos eletrônicos sensíveis ou a diminuição da sua vida útil.

A diferença entre raio e proteção contra sobretensão

As casas raramente são protegidas contra descargas atmosféricas diretas. Aquelas que estão em locais de alto risco (por exemplo, o topo de uma montanha ou colina) geralmente deveriam possuir um sistema de proteção externa contra raios (pararraios, condutores de cobre de descida e enterrados). Nesses casos, a proteção interna contra raios também é necessária desde o início do processo de execução da instalação elétrica.

A proteção contra sobretensão evita danos às instalações elétricas e aos aparelhos eletroeletrônicos contra descargas elétricas indiretas, bem como surtos (picos) de outras fontes, como motores. Essas tensões de pico podem ser reduzidas a um nível aceitável para a maioria dos aparelhos elétricos mediante a instalação de um sistema de proteção contra sobretensão adequado.

Descargas indiretas de raios e suas consequências.

Certos dispositivos eletroeletrônicos sensíveis podem queimar devido a descargas indiretas de raios nas proximidades (até alguns quilômetros da residência).

Sem dúvida, você vai notar que o aparelho está queimado, mas sem saber a causa. No entanto, o mais comum é que o equipamento não pare de funcionar imediatamente. O pico repentino de tensão pode ter atingido o dispositivo eletrônico apenas o suficiente para diminuir a sua vida útil remanescente. Por isso, os seus aparelhos não irão durar tanto quanto você espera.

E o que dizer sobre Seguro?

As quedas diretas de raios causam graves danos à sua residência. Na maioria dos casos, esse item deve fazer parte de seu seguro residencial e os danos serão ressarcidos. É fácil comprovar que o dano foi causado por um raio direto.

No entanto, o dano é muito mais difícil – e em alguns casos até mesmo impossível – de ser vinculado a descargas indiretas de raios. Portanto, você deve considerar investir em proteção contra sobretensão como uma apólice de seguro única.

O que precisa de proteção e como fazer?

Todos os cabos com condutores metálicos que entram numa casa precisam de proteção contra sobretensões. Em termos concretos, isso significa que o cabo de 220 volts da rede, o cabo coaxial e/ou o cabo telefônico metálico para televisão, satélite e internet, etc. precisam ser dotados dessa proteção. Os fabricantes de dispositivos contra sobretensões desenvolveram produtos específicos para cada um desses subsistemas. A proteção contra sobretensão é instalada no início de um circuito, geralmente dentro do quadro elétrico, que consiste principalmente de módulos que podem ser conectados a um trilho DIN. Um sinal verde ou vermelho indica se a proteção está operacional ou precisa ser substituída.

A maioria dos dispositivos é conectada tanto à rede elétrica quanto à do sistema de cabo coaxial ou telefônico. Por essa razão, não faz sentido proteger apenas um dos subsistemas. Proteger os circuitos de 127 e 220 volts protegerá a televisão, mas haverá sobretensão pela parte coaxial se ela não estiver também protegida.

Outra proteção mais próxima aos aparelhos?

Mesmo instalando a proteção no início dos circuitos, o pico de tensão remanescente que entra na instalação ainda poderá chegar a níveis de tensão superiores aos normais. Para determinados aparelhos com componentes eletrônicos sensíveis (TV, áudio e computadores, por exemplo) isso ainda pode ser muito. Nesses casos, você pode instalar uma proteção individual adicional, principalmente na forma de uma tomada múltipla para ser conectada à tomada de parede. A tomada múltipla irá alimentar o dispositivo que necessita de proteção. Para aparelhos que requerem várias conexões (por exemplo, aparelhos de 127 e 220 volts, telefone, cabo coaxial, rede LAN), há réguas de tomadas com dispositivos de proteção em que vários cabos podem ser conectados.